Preparo do Solo

Eliminação de entulhos e restos de construção. Eliminação de ervas daninhas (retirar uma camada de 10 a 15cm se for necessário) Colocação de terra limpa

Obs.: Lembre-se que ao contrário de outras culturas, onde o solo pode ser removido e corrigido, enriquecendo tantas vezes quantas forem necessárias, nos gramados após o plantio não se tem mais acesso à terra, portanto tudo o que for necessário fazer no solo deve ser feito antes do plantio.

 

Adubação para Plantio

Aplicar de 20 a 30 gramas por m² de adubo NPK da formula 13-13-28 ou similar. 300 gramas de m² de calcário agrícola.

 Se preferir, o adubo poderá ser substituído por esterco de aves, aplicando na proporção de 1kg por m².

O adubo e o calcário deverão ser incorporados ao solo a uma porfundidade de 5 a 10cm.

 Obs.: Nunca use esterco de gado, cavalo, ovelhas, pois estes são ricos em sementes de ervas daninhas.

 

Plantio

O plantio da grama em tapetes é a forma mais rápida e eficiente de se formar um gramado. Após o preparo do solo, adubação, nivelamento final, chegou a hora da colocação da grama.
     Basta encostar os tapetes um ao lado do outro, cuidando para que não fique frestas ou que os tapetes se sobreponham.
     Após a colocação, faça uma compactação do gramado usando um socador com um pedaço de tábua embaixo.

 

Irrigação

Após a compactação, irrigue com abundância. Durante 7 a 10 dias. Se for necessário, nos 3 primeiros dias irrigue 2 vezes ao dia. Não existe horário específico para irrigação, o importante é saber que a hora de maior necessidade de água é das 10 horas da manhã até as 4 da tarde. Portanto, desde que a irrigação seja abundante (bastante água) poderá ser feita até nas horas mais quentes do dia.

 

Poda

A 1ª roçada deverá ser feita de 10 à 15 dias após a colocação da grama, de preferência no sentido transversal à colocação dos tapetes.
     A 2ª e demais roçadas deverão ser feitas sempre que a grama atingir 3cm.
     A grama deve ser despontada, ou seja, devemos tirar apenas a ponta das folhas. Se roçar muito baixo, as folhas serão eliminadas, e a "cepa" que fica normalmente morre, dando um aspecto feio ao gramado.
     Macete: Se você roçar o gramado e ficar muitas folhas sobre ele e você chegar a conclusão que têm que varrer, é "porque você chegou tarde para roça-lo". Portanto a próxima roçada deverá ser feita mais cedo.
     As facas da roçadeira devem estar bem afiadas, pois facas "cegas" esfacelam as folhas da grama e isto é muito prejudicial para a saúde do gramado. Pois muitas doenças podem se desenvolver a partir destas feridas provocadas nas folhas.

 

Adubação de Manutenção

Todo gramado necessita de adubações periódicas para repor os nutrientes. Recomendamos no mínimo 3 adubações por ano, usando 30 a 40 gramas de adubo NPK, formula 10-10-10 por m² ou similar. A época ideal é nos meses de setembro, novembro e março. O importante é lembrar que as adubações devem ser feitas com chuva ou irrigação abundante.
     Obs.: Nunca use esterco de gado, cavalo, ovelhas, pois estes são ricos em sementes de ervas daninhas. Se preferir adubo orgânico, use esterco de galinha na proporção de 1kg por m².
Em dias de chuva ou que esteja bem umido pode-se tambem usar ureia o qual deixa o gramado bem verde.

 

Pragas

A principal praga que ataca os gramados é a paquinha. Para identificar se é mesmo a paquinha, faça uma solução de água + sabão em pó e irrigue com abundância o local afetado (no final da tarde), em 1 minuto no máximo a paquinha vem a superfície. O jardinheiro de sua confiança poderá orientá-lo sobre seu controle.

 

Ervas Daninhas

Mesmo você usando grama de procedência idônea é possível que surjam ervas daninhas em seu gramado, pois existem vários fatores de contaminação (vento, pássaros, roçadeiras sujas, terreno mal preparado, etc.) Lembre-se, antes de roçar o gramado retire todas as ervas daninhas (capim) que encontrar. Desta forma você terá um gramado limpo por muito tempo.

 

 

 

| página inicial | voltar